A volta do desenvolvimento do Brasil é a eleição de Lula em 2018”, defende Rosemberg em inauguração de Comitê

Publicado: 11 de janeiro de 2018

RP_2_Lula

Diversos segmentos da sociedade baiana, de partidos políticos e dos movimentos sociais se reuniram, na noite desta quarta-feira (10), no Teatro Jorge Amado, em Salvador, para lançar o Comitê de Defesa da Democracia e do Direito de Lula ser candidato a presidente da República.

O objetivo é reforçar a defesa do ex-presidente Lula, que será julgado, no próximo dia 24, na segunda instância da Justiça.

Presente no evento, o deputado Rosemberg Pinto (PT) afirmou que parte do Judiciário brasileiro quer incriminar o líder petista sem que ele tenha cometido nenhum tipo de crime.

“Parte do Judiciário, defendendo os interesses da elite brasileira, quer impedir a volta do desenvolvimento do Brasil, porque a volta do desenvolvimento do nosso país é a eleição de Lula em 2018. Mas, estaremos aqui, independentemente da coloração partidária, na defesa da democracia e para que o Brasil seja um país de todos, e não de uma pequena minoria”, afirmou o parlamentar.

Também presente no ato, a presidente nacional do Partido dos Trabalhadores, senadora Gleisi Hoffmann, defendeu a luta para garantir a candidatura do ex-presidente no pleito presidencial de outubro próximo. “Lula não é mais candidato do PT. Lula é o candidato do povo brasileiro”, defendeu a dirigente. Além dos dois petistas, o evento contou com a presença do governador Rui Costa (PT), da senadora Lídice da Mata (PSB), de deputados federais, estaduais, vereadores e prefeitos do PT e de partidos aliados, artistas, lideranças políticas e comunitárias da capital baiana e de diversas cidades do interior baiano.

As ações do Comitê de Defesa da Democracia e do Direito de Lula ser candidato preveem a distribuição de adesivos de carros, panfletos e praguinhas, além de conteúdo de redes sociais para a campanha.