Rosemberg quer mais apoio a artistas locais durante festejos juninos

Publicado: 21 de junho de 2022

O deputado estadual e ex dirigente da Petrobras, Rosemberg Pinto, ressalta a importância do apoio do Estado na realização dos festejos juninos, uma vez que o governo federal e as estatais, que patrocinaram por muitos anos a festa, deixaram de investir. “O São João sempre foi uma festa forte e estava um tanto adormecida, até que Lula assumiu presidência do país em 2003 e indicou um novo conceito para as empresas estatais, que fosse além do lucro e visasse o desenvolvimento econômico e social”, recorda o parlamentar, lamentando o atual cenário e esperançoso com retorno do petista ao Planalto.

“Trabalhamos bastante para que o São João da Bahia fosse revitalizado e tivemos êxito. A Petrobras patrocinava as atividades culturais, dentro da festa. Resgatamos a Burrinha de Amargosa, a tradicionalidade das carroças, do pau de sebo, de várias manifestações que estavam adormecidas. E o mais importante, valorizamos os homens e mulheres que construíam essas atividades no período dos festejos”, destaca, lamentando o crescimento desordenado da festa e, segundo ele, a desvirtuação musical.

“O Governo do Estado está apoiando bastante os municípios, mas ainda precisa fazer uma ajuste maior nesses investimentos. Eu defendo que tenhamos festas em todas as cidades, dentro da capacidade orçamentária de cada município, priorizando a contratação de artistas locais”, conclui o deputado e líder governista na Assembleia Legislativa da Bahia, Rosemberg Pinto.

Investimento

Um total de 175 municípios receberam o apoio do Governo e a expectativa é de que a movimentação econômica nas cidades de médio porte, que realizem as celebrações juninas, ultrapassem R$ 550 milhões em 2022, gerando mais de 40 mil empregos temporários. Os dados são da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE).