Rosemberg: STF não agiu como tribunal político ao impedir prisão de Lula

Publicado: 24 de março de 2018

O deputado estadual Rosembeg Pinto (PT) comemorou a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que impediu a prisão do ex-presidente Lula até a conclusão do julgamento do mérito de habeas corpus.

“Espero que o STF faça justiça! Graças a Deus sete deles, do ponto de vista da sensatez, votaram a favor do mérito do habeas corpus de Lula”, comemorou.

Para o parlamentar petista, a suprema corte brasileira fez o que manda a Lei e a maioria dos magistrados não agiram como um tribunal político, porque a lei brasileira preza o direto de defesa e diz que os condenados por um tribunal colegial só podem iniciar o cumprimento da pena quando não tiverem mais possibilidade de recorrer na segunda instância.

Rosemberg ainda percebe que o julgamento do caso do triplex não tem provas circunstancias. “Não podemos condená-lo – Lula – sob suposição de que ele recebeu um apartamento que vale R$ 700 mil, que não está no em seu nome e já foi leiloado”, argumentou.